sábado, 14 de abril de 2012

Para sublimar

Outro dia li na página de uma amiga a frase: ‘Diante de qualquer problema, lembre-se de esquecê-los’ – aí pensei: a gente tem mesmo que fazer um filtro, e sublimar um monte de coisa que não vale a pena deixar assumir nossa mente. Isso não se trata de jogar os problemas para o ar e aceitar o que acontecer; trata-se de não deixar que dificuldades assumam a nossa mente nos mantendo escravos de sentimentos negativos. Não adianta a gente parar e ficar se torturando com o que aconteceu ou vai acontecer. No segundo caso, quando a gente sabe que não tem como ‘fugir’, é válido pensar que o que tiver de acontecer, acontecerá, e quando o momento chegar, ENFRENTAREMOS.

Pra quem ainda não sabe o significado de sublimar, vou tentar explicar:

No momento que acontece algo indesejado (ou vai acontecer), e a gente sabe que não é bom encaminhar aquelas energias e alimentar aquele pensamento, como em um mecanismo de defesa, buscamos rapidamente algo interessante, prazeroso, para que isso tome lugar de tudo aquilo que é negativo, ou simplesmente vamos descansar, tirar um cochilo... (rs) Hahaha =D Já dizia Scarlett O'Hara (do filme ‘...E o Vento Levou’), durante a guerra, com fome e sem dinheiro: "amanhã eu penso nisso".

E (mais uma vez) pra não ficar mal entendido, entenda que o espírito "amanhã eu penso nisso" não é simplesmente uma tarefa que você tem que fazer hoje e deixa pra amanhã... é algo além; é quando você consegue sublimar as coisas ao ponto de não deixar que elas atrapalhem o seu momento presente.


Carpe Diem/Carpe noctem!

3 comentários:

Nanyyy disse...

Adoreiii o post,muito inteligente e interessante.

Luciene Nascimento disse...

Perfeito o texto Anderson,
exatamente assim que procuro sublimar os problemas na minha vida!!
Que lindo!! Seus pensamentos são sublimes assim como sua escrita!!!
(e fiquei honrada também ;) )
Grande abraço!!!!

Anderson disse...

Obrigado, Luciene :) Minha amiga que me inspirou com a frase comentada no início do post: ‘Diante de qualquer problema, lembre-se de esquecê-los’.