sábado, 18 de setembro de 2010

O diário de Anne Frank (Livro)


"Espero poder contar tudo a você, como nunca pude contar a ninguém, e espero que você seja uma grande fonte de conforto e ajuda." (Anne Frank - 12 de junho de 1942).


Assim começa o diário de Anne Frank, uma adolescente judia que viveu os traumas
da Segunda Guerra Mundial.
O diário foi um presente que ela recebeu no dia do seu aniversário, quando as coisas ainda iam bem com a família Frank. Um tempo depois Anne e sua família tiveram que se esconder num lugar denominado “Anexo Secreto” para não serem levados ao campo de concentração judeu.
A maior parte do diário foi escrito no Anexo Secreto, onde oitos pessoas ali se refugiavam.
Em forma de carta a adolescente judia escrevia tudo o que acontecia, sentia e pensava à sua amiga imaginária: Kitty.
Os escritos falavam dos traumas, medos e anseios causados pela guerra. Também encontra-se no diário comentários sobre os membros refugiados no anexo; assim podemos conhecer melhor as pessoas que viveram com Anne.
Esse é um livro que expressa toda a força da raça humana e o amor pela vida. Através dessa leitura enxergamos o quanto deve-se amar a vida e as obras de Deus – a natureza, por exemplo. Depois de ler esse livro, acredito que as pessoas entenderão o quanto podemos ter fé e esperança, mesmo que o mundo diga NÃO.


Estátua de Anne Frank na Casa de Anne Frank, em Amsterdã.


FRANK, Anne. O diário de Anne Frank: edição integral/Anne Frank; tradução de Ivanir Alves Calado – 26ª Ed. – Rio de Janeiro: Record, 2008.

Por Anderson Cavalcanti

2 comentários:

Eduardo santos disse...

eu ja li esse livro, muito bom
recomendo

edw disse...

eu ja li esse livro
recomendo